Atenção! Você está no site Defensive Agrovant. O conteúdo deste site é destinado à agricultura e demais profissionais do setor agrícola.

Gente feliz: divisão de lucros da safra 2017

Defensive Agrovant > Notícias > Gente feliz: divisão de lucros da safra 2017

No Paraná tem agricultor feliz da vida com os resultados da cooperativa de Campo Mourão. Eles estão recebendo a segunda parcela dos lucros do ano passado.

Nos campos do Paraná, ainda tem muita soja para colher. Seu Yoshio Sakurada, que planta com ajuda dos filhos na região de Campo Mourão, deve começar o trabalho na semana que vem. Por enquanto, é a safra passada que continua rendendo um dinheirinho extra. “São as sobras que nós temos da safra passada, que é sobra da cooperativa”, diz ele.

Na cooperativa, os dois filhos acompanham o pai para conferir o que sobrou para a família. A última parcela deu R$ 39 mil. E a família já tem planos para o dinheiro. “Nós vamos utilizar para aquisição de óleo diesel, revisão de maquinários, pagamento de algumas peças que ficaram pendentes. E ainda vai sobrar um dinheirinho.

Tem sobra para os 28 mil produtores da Coamo, a Cooperativa de Campo Mourão. E pensa num povo contente! O motivo de tanta gente rindo à toa é uma bolada e tanto! R$ 318 milhões, que foram os lucros de 2017. E estão sendo divididos entre os cooperados, principalmente com a venda de produtos como soja, milho e trigo.

“Eu sempre digo assim: quem é dono recebe o lucro da empresa. E ele é dono da empresa, está recebendo o resultado, que nós chamamos de sobra”, diz Jose Aroldo Galassini, presidente da Coamo.

Todo ano, os agricultores recebem as sobras em duas parcelas. A primeira já foi antecipada em dezembro. E agora a segunda e última parcela, que é a maior bolada. E para eles é bem simples. É só chegar ali no balcão e pegar o dinheirinho. Para alguns um dinheirão! Tem agricultor que recebe desde R$ 1500 até famílias que recebem quase R$ 4 milhões em sobras!

Cada um recebe com base na produção e insumos comercializados na cooperativa.
Além dos investimentos no campo, sempre sobra para a cidade. O comércio até se prepara para sobras… “Já é uma venda que tem um resultado maior. Então nós nos preparamos para receber os agricultores para tentar ficar com um pouco dessas sobras no comércio”, diz o presidente Associação Comercial de Campo Mourão, Paulo Cesar Gomes.

Para quem trabalha duro o ano inteiro no campo, também é hora de fazer as malas e descansar. O produtor Névio Hanel vai fazer sua primeira viagem aos Estados Unidos em julho. “Vamos num casamento, depois vamos pegar um cruzeiro”, conta ele.

 

Fonte: http://g1.globo.com/economia/agronegocios/globo-rural/noticia/2018/02/gente-feliz-divisao-de-lucros-da-safra-2017.html

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat